espelhos

E agora? Lembra-me (2013), de Joaquim Pinto

Fábio Monteiro analisa a forma de diário, os sentidos da montagem estilhaçada e as insinuações de uma comunidade afetiva que fazem do documentário de Joaquim Pinto uma intensa experiência cinematográfica.

E agora? Lembra-me (2013), de Joaquim Pinto

Da (in)visibilidade do nascer do sol na China

No espaço ficcional de algumas imagens da China contemporânea, nas quais o céu de Pequim está recoberto por poluição e uma tela dá a ver imagens do céu, entrevê-se o arpocalipse.

Da (in)visibilidade do nascer do sol na China

O devir-antropófago: Alfred Jarry, René Magritte e o espelho

Minha tradução do artigo "Antropofagia", de Alfred Jarry, a partir do original em francês de 1902, com comentários atravessados pelo quadro O espelho mágico (1929), de René Magritte.

O devir-antropófago: Alfred Jarry, René Magritte e o espelho