Hollywood

Ilusionismo e excesso em O Hobbit

Em O Hobbit, o cinema reitera sua potência ilusionista, que se realiza sob o modo do excesso, na produção de uma geografia sintética e na prática da encenação cinematográfica como simulação.

Ilusionismo e excesso em O Hobbit

A potência de estranhamento de O Lobo de Wall Street

A potência crítica decorrente das figuras do excesso é o que confere a O Lobo de Wall Street (2013) sua contundência política.

A potência de estranhamento de O Lobo de Wall Street

O Lobo de Wall Street: as figuras do excesso e a tragédia sem fim

A prática do cinema do excesso, a que Martin Scorsese se dedica em O Lobo de Wall Street, confere ao filme riqueza estética e complexidade ética singulares, que comentam a tragédia sem fim em que nos encontramos.

O Lobo de Wall Street: as figuras do excesso e a tragédia sem fim

O Grande Roubo do Trem: narrativa e montagem

É principalmente pelo lugar que ocupa no processo de narrativização do cinema que O Grande Roubo do Trem (1903), costuma ser lembrado. Mas como entender o lugar do filme de Edwin Stanton Porter?

O Grande Roubo do Trem: narrativa e montagem

Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. S01E01

Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. representa uma tendência cuja compreensão é crucial para entender as formas do audiovisual contemporâneo, que se inscreve sob a noção de blockbuster.

Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. S01E01

Um olhar do paraíso: o espetáculo, o melodrama e a imaginação surrealista

O potencial e a limitação de Um olhar do paraíso (2009), de Peter Jackson, residem na articulação entre melodrama e imaginação surrealista que o atravessa.

Um olhar do paraíso: o espetáculo, o melodrama e a imaginação surrealista